Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Que perdure o teu cheiro na minha pele

Decorei todas a linhas do teu rosto nos primeiros segundos em que te vi.

Sem saber de destinos, sonhava com elas todas as noites, faziam-me sorrir.

Sentia o coração a sair-me na boca cada vez que ouvia a tua voz, calma, serena, envergonhada.

Sentia o teu perfume em todo o lado, fechava os olhos e imaginava-te.

Eras perfeita.

O destino fez-nos ficar próximos, cúmplices.
Era tudo tão estranho mas tão bom.

Foi lento, intenso que acabei por perder-me em emoções, em ansiedades, em saudades.

Só te queria perto de mim, cada vez mais.

Aconteceu, o universo conspirou a nosso favor e sem que déssemos conta éramos um.

Todas a manhãs acordava com as linhas do teu rosto, todas a manhãs apaixonava-me novamente.

Quando a tua pele macia encostava na minha sentia que tudo era real.

Estavas ali, comigo, como sonhei desde o primeiro segundo em que te vi.

Era tudo demasiado perfeito.

O tempo foi passando sem darmos conta. Até que, até que nos esquecemos de nós.

Esquecemos-nos do que nos uniu, das nossas conversas, as nossas intimidades, os nossos passados.

Subitamente acordei um dia sem ver as linhas do teu rosto, no fundo estava uma parede branca vazia.

Nesse dia percebi que ainda tínhamos muito para dar um ao outro mas o egoísmo foi mais forte.

Nada se fez por nós.

O teu cheiro continua na minha pele e enquanto perdurar eu vou saber que não posso mais desistir dos sonhos.

Como desisti um dia de um, tu.

 

couple_watching_sunset.jpg

 Foto: origem internet