Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

A voz que veste o silêncio

Sei que não sou muito de exprimir o sentimento que sinto por ti quando estás ao meu lado, mas vou tentar com que entres dentro de mim e me sintas.

Mas tenta!

Tenta imaginar uma criança a pular de alegria em cima de uma cama de pijama antes de ir dormir, é o que sinto quando te vejo a aproximar de mim.

Tenta Imaginar um cobertor aveludado e quentinho encostado na tua pele numa noite de inverno perto de uma lareira, é o que sinto quando me abraças.

Tenta imaginar o toque delicado e macio de uma flor a percorrer os teus lábios, é o que sinto quando me dás um beijo.

Quando me olhas nos olhos não consigo arranjar descrição porque me percorres desde o coração à alma. O cheiro teu perfume faz-me despertar diversos sentidos e fico êxtase.

Deixa-me agarrar o teu braço, apertar a tua mão, deixa-me te agradecer por entrares na minha vida e nela permaneceres. A energia das palavras​ que não te digo aplico-as em carinhos, sorrisos, aconchegos, proteção, amizade e sobretudo na cumplicidade, sempre na esperança​ que as ouças.

Deixa-me te amar como realmente mereces mas perdoa-me por não me saber exprimir quando estou contigo.

Só te quero a ti, sentes isso?

21641640_10209958040495512_1421333141_n.jpg

Foto de: Sara S.

http://fotografiasaras.blogspot.pt/