Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Aconchego em mim

Deitado no meu sofá ouço a chuva a cair no meu telhado, sou transportado no tempo.

Levou-me para as noites enroscados na manta, saboreando o copo de vinho, acompanhado com as nossas conversas tranquilas e serenas. Conversas cúmplices onde mostrávamos mais um bocadinho do que éramos sem o medo, sem a máscara, eras só duas almas a conversar.

Enroscados na manta estávamos protegidos do negativismo do mundo, criávamos um espaço só nosso, muito próprio, caloroso, apaixonante e com identidade. Por vezes entravamos em silêncio profundo a olhar para a lareira, tentávamos descobrir o que iria no pensamento um do outro através do olhar profundo, cristalino e distante.

Aquele silêncio terminava com uma palavra que preenche qualquer coração apaixonado.

“Amo-te”

A minha manta, o meu sofá continuam à tua espera, eu já tenho um bom tema de conversa.

Traz só o vinho. Não te demores!

received_10209919131482811.jpeg

 Foto de: Sara S.

3 comentários

  • Tem é que levar um bom vinho. (Já não há cavalheirismo)
    Abraço
  • Imagem de perfil

    P. P.

    17.09.17

    E uns bombons? :)

    Gosto do romantismo dos teus textos, do sentimento...

    Abraço.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.