Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Agasalha-te em mim

Está uma noite gélida, tento-me aquecer de todas as maneiras possíveis neste vazio dentro de quatro paredes. Fazes-me falta.

Esse amor que só tu sabias dar que foram substituídos por silêncios.

Tento contornar, tento não pensar em ti, num futuro que talvez nunca irá existir. Chamo-lhe: "a minha doce ilusão". Talvez seja isso que me faça lutar e querer mais.

Os dias de escuridão estão a ir embora, a auto-estima aparece para dar o ar de sua graça.

Voltei a sorrir.

Desejei que estivesses a meu lado neste processo tão lento mas tão gratificante.

Foi muito duro, talvez nunca vás imaginar o quanto doloroso foi. Nunca por tua culpa, os sonhos voaram muito alto e um dia caíram.

Junto com eles fui eu.

Caíram num oceano, mergulhei bem fundo, fiquei imerso numa escuridão. Lutei com todas as minhas forças para voltar a respirar. Quase esgotado, nunca desisti, não quis desistir de mim e consegui.

Finalmente respiro, finalmente.

Sinto orgulho em mim, sei que não o tens. O teu amor foi substituído por um ódio incompreensível.

Talvez tenhas razão, ou não.

Perdoa-te, porque já me perdoei no dia em que assumi que errei.

Vou tentar aquecer-me lembrando o calor do teu aconchego, agasalha-te.

 

24726476_10155231681437198_686316768_n.jpg

Foto: Origem Internet

2 comentários

Comentar post