Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Há amor em mim

Sonhos perdidos, promessas falhadas, amor doentio.

Só te quis amar e não soube, só quis te abraçar e não consegui, palavras que iriam fazer toda a diferença e não foram ditas. Queria que fosses minha eternamente, não acreditei que o amor também me podia bater à porta. Só acontece aos outros, pensava eu.

Foi tudo tão intenso, tão puro, tão doido que acabei por não saber como reagir.

O amor é mesmo isso, é a adrenalina, a inconstância, a ternura, a preocupação o afeto. Não soube ser amado, tu quiseste-me amar e eu não aceitei, não aceitei que poderia ser a minha, a nossa vez, de ser feliz, talvez pensasses da mesma forma. Tivemos tão próximos de tudo e conseguimos deitar tudo a perder.

Hoje, sozinho, olho para todos os momentos em que passamos, para todos os momentos de cumplicidade, para todos os olhares, para todas as palavras ditas no teu silêncio. Sim, fui, fomos uns desacreditados.

Só na ausência conseguimos perceber o quanto estivemos próximos da felicidade, tínhamos o essencial, tínhamos o mais importante.

Amor.

Não sabíamos que existia dentro de nós.

Sozinho a ver o mar estupidamente agradeço por te perder, só assim vi onde falhei, onde falhamos, onde não vou querer falhar e não vou deixar que me falhem. Ao te perder vi onde tinha que mudar e resumiu-se a única palavra: Acreditar.

Também pode chegar a nossa vez, não acontece só aos outros, só temos que deixar fluir e abrir o coração, deixar que almas se unifiquem, deixar-nos ao sabor do destino, sem receios, sem medo de ser julgado, sem opiniões alheias. Não há um dia que não pense em ti, não por uma experiência má, um ensinamento.

Só quis dançar chuva contigo, ouvir o rebentar das ondas nos teus braços, seres o meu primeiro sorriso logo pela manhã, o meu abraço no final do dia, a tua mão calorosa na minha, sentir que iria ficar tudo bem, sentir que estavas protegida e eu respirar felicidade por estares ao meu lado. Irei sentir saudades tuas a vida toda, irei te ficar eternamente grato por todas as nossas boas e más vivências. 

Foste tu, foste tu que me tornaste um homem, fizeste-me acreditar que há amor em mim, foi contigo que falhei e não vou falhar mais.

Onde fores feliz eu também serei.

Fiquemos agora com o nosso destino!

Amei-te, continuo a amar-te, nunca te deixarei de amar, não tenho  porque de pensar de outra forma, tens o teu cantinho.

Obrigado por me construires e teres feito de mim um homem com a tua partida, contigo aprendi:

O amor existe, só não conseguimos acreditar!

Um dia chegará a nossa vez.

 

22472804_10155098382352198_2131547205_n.png

 

1 comentário

Comentar post