Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Hoje não te quero escrever

Hoje, não te quero escrever, não te quero sentir.

Visto a pele do silêncio, refugio-me. Vou refletir.

Sinto-me a fraquejar. Mal se vêm estes olhos que não param de chorar.

A angústia que trago no peito limita-me todos os passos, por mais pequenos que sejam.

Quero esquecer-te e não te falar. Nada mais fizeste do que partir e ignorar-me.

Ainda havia muito a fazer. Foste fraca, medrosa e preferiste sair a correr.

Sinto-me ao pé de um precipício onde não vejo o fim. Tento manter o foco e escolher o que é melhor para mim.

Hoje, não te quero escrever. Estou farto de me sentir diminuído. A minha mente anda em tamanho alvoroço que perdi a noção de quem traiu ou foi traído.

Quero paz na minha alma, uma vida serena e respirar sem receios.

Acredita...

Hoje, se te escrevesse só iriam sair os meus devaneios.

Sou calmo e mantenho-me no meu mundo. Insistes em aparecer e lá vou eu novamente ao fundo.

Hoje, quero-te longe e perto. Só queria um bom beijo e um enorme aperto.

Gostava de passear contigo junto a mim como os outros casais neste dia solheiro.

Tudo isto é a saudade a bater e, já por isso, hoje não te quero escrever.

antique-blank-blur-269825.jpg

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.