Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Para mim, para ti, para quem se identificar!

Não és invisível, és fundamental, não só para quem te rodeia como para ti.
Só tens que acordar das ilusões, podes ser quem queres sem medo do julgamento, podes viver com passados sem que te magoe, podes estar triste porque tens esse direito, podes exigir de ti com um limite. Vive, aprende a viver, mas o mais importante.. Acorda, lembra-te da tua existência, da essência e dos teus valores enquanto humano.
Mesmo acordado não deixes de sonhar...

 

"A ti Lu, tu que me apareceste do nada e nada me exigiste a não ser que ficasse bem.

Obrigado por me agarrares quando falhavam as forças, nunca e em momento algum me deixaste sozinho e isso é impagável. 

Aquele abraço bem apertadinho"

Aqui começa a história do Diário do "bipolar".

 

20840823_10209790850915877_620522701420507756_n.jp

Foto de: Sara S.

http://fotografiasaras.blogspot.pt/