Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Sonhos de uma saudade

Passou mais um dia, mais um dia sem te ver.

A saudade apertou.

Os senhores da rádio querem-me castigar ainda mais, passam as nossas músicas a todo o tempo. Em cada rua que percorro recordo-me de uma história nossa, é difícil controlar a mente.

É penoso mas parece não ser o suficiente para mim.

Castigo-me a ver o pôr do sol onde nos beijamos pela primeira vez, a paisagem ainda é encantadora, o cheirinho a mar e flores não mudou.

É demasiado perfeito.

Desapareceram os sorrisos de felicidade, foram substituídos por a lágrima que teima em cair. As memórias surgem, tenho uma amostra de felicidade novamente, fazem-me sorrir.

Suspiro e olho para o céu.

Aparecem muitas figuras num quadro azul, uma está destacada. Com o meu dedo vou contornando a nuvem em forma de coração na esperança de um dia se poder voltar a ligar ao meu novamente.

Sorri.

Ouço a melodia das ondas a rebentar nos rochedos, as gaivotas a grasnar e na minha paz apago o meu cigarro que em outrora era partilhado contigo e fecho os olhos.

Vou sonhar até onde tudo recomeçou.

 

23414641_10210323652195576_38046791_n.jpg

Foto de: Sara Soares

3 comentários

Comentar post